Connect with us

Mundo cristão

Arquidiocese é contra a cassação de vereador que invadiu igreja: “A causa é nobre”

Publicado

em

A  Arquidiocese de Curitiba se manifestou contra a cassação do vereador Renato Freitas (PT), acusado de invadir a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em fevereiro deste ano, durante um protesto com outros militantes ligados à esquerda em fevereiro desse ano.

Segundo a Igreja Católica, o parlamentar estaria agindo por uma “causa nobre” ao protestar contra o racismo em virtude da morte do congolês Moïse Mugenyi. Em nota, a denominação romana pediu que o Conselho de Ética da Câmara de Vereadores não aplique a punição máxima contra Freitas.

“Sugerimos que se evitem motivações politizadas e, inclusive, não se adote a punição máxima contida no Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Curitiba”, diz um trecho do documento, segundo a revista Oeste.

“A movimentação contra o racismo é legitima, fundamenta-se no Evangelho e sempre encontrará o respaldo da Igreja”, ressaltou o comunicado, que na sequência ainda elogiou a militância do vereador. Na ocasião da invasão ao templo católico, os fiéis ouviram gritos de “racistas”, “fascistas” e “homofóbicos”.

Segundo o padre que realizava a missa na ocasião do protesto, a celebração precisou ser interrompida devido ao barulho e a presença dos militantes no local. Para a Arquidiocese, no entanto, “percebe-se na militância do vereador o anseio por justiça em favor daqueles que historicamente sofrem discriminação em nosso país. A causa é nobre.”

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.