Connect with us

Mundo cristão

China obriga empresa a remover aplicativo da Bíblia Sagrada em plataforma

Publicado

em

Com o avanço do cristianismo, o governo comunista da China tem aumentado o número de restrições ao uso da Bíblia Sagrada no país, quer na versão impressa como até na digital. O filtro ideológico tem como objetivo impedir a livre circulação de informações que possam ser consideradas uma ameaça ao regime.

Uma empresa de software cristã, por exemplo, foi forçada a remover seu aplicativo da Bíblia da App Store da Apple na China, após não obter a autorização necessária do governo chinês, algo que só é possível após uma série de exigências.

O aplicativo Olive Tree Bible inclui o texto da Bíblia, bem como ferramentas de estudo da Bíblia e planos de leitura para usuários de smartphones e tablets. A remoção do aplicativo da Palavra de Deus ocorre porque o acesso a esse material, digital e impresso, é cada vez mais restrito na China.

“A Olive Tree Bible Software foi informada durante o processo de revisão da App Store que somos obrigados a fornecer uma licença demonstrando nossa autorização para distribuir um aplicativo com conteúdo de livro ou revista na China continental”, disse um porta-voz.

“Como não tínhamos a licença e precisávamos que nossa atualização do aplicativo fosse aprovada e disponibilizada aos clientes, removemos nosso aplicativo da Bíblia da App Store da China”, destacou a empresa.

Um aplicativo Alcorão também foi removido da App Store chinesa da mesma maneira. No começo de 2021, várias contas cristãs foram removidas do WeChat – a principal plataforma de mídia social da China, em mais uma tentativa de suprimir a liberdade do pensamento religioso no país.

Além disso, termos de pesquisa cristãos como “Cristo”, “Bíblia” e “Evangelho” também foram bloqueados. No início de 2021, o governo chinês restringiu ainda mais a compra de Bíblias em lojas e varejistas online, segundo informações do Barnabas Fund.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.