Connect with us

Mundo cristão

China oferece dinheiro para quem denunciar vizinhos cristãos em cultos domésticos

Publicado

em

Sob a alegação de combater práticas religiosas “ilegais”, o governo comunista da China está promovendo uma verdadeira caçada aos cristãos que contrariam uma série de exigências para a realização de cultos no país. Para isso, até mesmo a oferta de pagamento para quem denunciar os próprios vizinhos.

close

Foi o que comunicou, por exemplo, a administração do distrito de Meilisi Daur, na cidade de Qiqihar, província de Heilongjiang, através de um documento intitulado “Sistema de recompensa para denúncias de crimes de atividades religiosas ilegais”, segundo informações do portal China Christian Daily.

O documento afirma que os informantes receberiam até 1.000 yuans, informou o portal China Christian Daily. Isso equivale a US$ 150 dólares ou cerca de R$ 800,00 reais na cotação atual da moeda americana. As denúncias podem envolver inúmeras coisas que vão desde a realização de cultos domésticos, como a distribuição de literaturas bíblicas e a prática de evangelismo individual.

Segundo informações da organização internacional Portas Abertas, a perseguição religiosa aos cristãos chineses tem se intensificado nos últimos anos sob o comando do ditador Xi JinPing, e uma das formas de executá-la é justamente acusando igrejas, líderes e seus fiéis de práticas religiosas “clandestinas”.

Na China existem hoje cerca de 97 milhões de cristãos, e a maioria deles é acusada de pertencer a igrejas ilegais. Na lista mundial dos 50 países onde a intolerância religiosa é mais praticada, segundo a Portas Abertas, o regime chinês ocupa a 17ª posição. Em primeiro lugar está a Coreia do Norte. Veja também:

Informante faz revelação à emissora: “O Talibã vai eliminar a população cristã”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *