Connect with us

Mundo cristão

China: pastores foram obrigados a incluir homenagem ao Partido Comunista em pregações

Publicado

em

Os pastores das Igrejas Tríplices da China foram obrigados a ajustar seus sermões para incluir partes de um discurso feito pelo presidente Xi Jinping em 1º de julho, comemorando o centenário do Partido Comunista Chinês (PCC).

A Bitter Winter relatou que os membros da igreja protestante controlada pelo governo, conhecida como Movimento Patriótico das Três Autônomas, e o Conselho Cristão da China, se reuniram durante uma conferência para discutir como os pastores poderiam integrar elementos do discurso de Xi em suas pregações e grupos de estudo da Bíblia.

Wu Wei, presidente do Conselho Cristão da China, disse que os pastores devem se concentrar no fato de que “o Partido Comunista Chinês nunca mudou sua intenção original de colocar o povo em primeiro lugar, estabelecer uma extensa frente única patriótica, unir os corações dos cidadãos, reunir forças, e continuar a explorar e inovar.”

Wei acrescentou que os pastores também devem orientar os cristãos a “agradecer a Deus por nos colocar nesta grande era” e “continuar a aprender o espírito do discurso do secretário-geral Xi”. O sermão deveria incluir trechos como dizer rotineiramente “viva o grande, glorioso e correto Partido Comunista Chinês! Viva o grande, glorioso e heroico povo chinês!”

O governo chinês intensificou medidas extremas nos últimos anos para reprimir os grupos religiosos no país. O presidente Xi ordenou que todas as religiões devem “sinicizar” para garantir que sejam leais ao partido oficialmente ateísta. Os cristãos da China dizem que esta é a pior perseguição contra eles desde o presidente Mao Zedong.

O governo chinês também continua a tomar medidas para remover os materiais religiosos das mãos dos cristãos, enquanto o regime comunista se esforça para eliminar a comunidade religiosa. Os Aplicativos de Bíblia, por exemplo, foram eliminados da App Store da China e as versões impressas não podem mais ser compradas online.

No ano passado, centenas de cruzes foram removidas dos edifícios de igrejas em apenas uma província durante um período de quatro meses. Um funcionário do governo na província oriental de Shandong invadiu a casa de um cristão e postou retratos de Zedong e Xi e disse: “Esses são os maiores deuses. Se você quer adorar alguém, eles são os únicos.” Com: CBN News.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.