Connect with us

Estudos bíblicos

A desordem é a linguagem de Satanás e ela se volta contra tudo que aponta para Deus

Publicado

em

A desordem é a linguagem de Satanás e ela pode ser vista contra tudo que aponta para Deus, pois é dessa maneira que o maligno busca se voltar contra o Senhor, visando conduzir os seres humanos para o caos.

Em uma das suas parábolas, Cristo apresenta esse contraste: “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”, diz a passagem de João 10:10.

O maligno é especialista em perverter a ordem natural das coisas, e para isso ele perverte primeiro o pensamento humano, sua forma de compreensão e visão de mundo. O apóstolo Paulo observou isso em sua carta aos romanos, no capítulo 1, mostrando como a desordem se reflete no pensamento e comportamento humanos.

“Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos”, diz um trecho da passagem.

Na sequência do texto vemos o quanto a inversão de valores produz a inversão de comportamento: “Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador (…), por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.”

Satanás induz à morte

A morte tem vários nomes e muitas faces, mas todas elas apontam para o maligno e buscam gerar a desordem:

Estados emocionais doentios, destruição familiar, adultério, agressão, rebeldia, promoção do aborto, relativização da Verdade, prostituição, depravação sexual, vícios diversos e pensamentos suicidas são apenas alguns exemplos.

A passagem de Gálatas 5: 19-21 também aponta quais são essas características, manifestas no comportamento humano.

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”, diz o texto.

A desordem se acomoda ao pensamento de quem vive sob opressão maligna. Ela se torna “natural” a tal ponto que se torna parte da cosmovisão do indivíduo.

O que antes incomodava, já não incomoda mais. O que antes chocava, não choca mais. O que antes causava repulsa, já não causa mais. O que antes lhe sensibilizava, não sensibiliza mais.

Quando uma pessoa vive nesse estágio de desordem influenciado por Satanás, o seu comportamento é de rebeldia permanente contra tudo o que aponta para Deus. O indivíduo não consegue mais discernir o bem e o mal. Ele transforma mal em bem, e o bem em mal.

Os valores são invertidos, o pensamento e seu comportamento também. O que resta é alguém vivendo por conta própria, falseando a realidade em nome de um “deus” que é seu, não o da Bíblia Sagrada, já que a Verdade Absoluta (Cristo) para tal pessoa não existe, visto ser “particular”.

A pessoa que assim pensa e age é um zumbi carente de Deus, morto por condição de pecado não reconhecido e não confessado, mas vivo aos próprios olhos. Carece de compaixão e o conhecimento acurado da Verdade que é Jesus Cristo.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.