Connect with us

Mundo cristão

Malafaia diz que Moro e Lula não terão o apoio dos evangélicos: “Vão quebrar a cara”

Publicado

em

O pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, criticou o fato de algumas lideranças religiosas estarem anunciando apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre elas o Paulo Marcelo Schallenberger, da Assembleia de Deus em Foz do Iguaçu (PR).

Para Malafaia, a representatividade dos evangélicos que apoiam a candidatura do líder petista é mínima se comparada a totalidade do segmento. Malafaia disse ainda que os candidatos Sérgio Moro, Ciro Gomes e Lula estariam agindo por oportunismo ao tentar se aproximar dos evangélicos em ano eleitoral.

“O que é esse jogo de Ciro, Lula e Moro? Eles perceberam que Bolsonaro foi eleito graças ao voto dos evangélicos. Nós representamos 32% do eleitorado. Só que os sistemas e os meios que estão usando não são meios para conquistar. Estão enganados e vão quebrar a cara com os evangélicos”, disparou o pastor.

“Sei quem é quem no mundo evangélico. Quem está com Moro, com Ciro e com Lula não representa 1% dos evangélicos. São famosos zé-ninguém. Fico dando gargalhada”, afirmou o líder religioso.

Malafaia argumentou que o apoio da comunidade evangélica no Brasil depende de um histórico de vida e não de poucas palavras. No caso de Bolsonaro, por exemplo, o pastor explicou que o atual presidente há anos defende pautas conservadoras, motivo pelo qual foi eleito em 2018.

“Você não conquista evangélicos com meia dúzia de palavras. Você conquista com sua história. Não adianta o Moro chegar agora, sendo que foi ministro da Justiça e nunca falou nada de aborto. Mesma coisa é o Ciro Gomes, que tem posturas ideológicas que não têm nada a ver com cristianismo”, afirmou.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.