Connect with us

Mundo cristão

Malafaia recusa encontro com Moro: “Não converso com Judas”

Publicado

em

O pastor Silas Malafaia se recusou a conversar com o pré-candidato à Presidência da República, Sérgio Moro, num eventual encontro entre os dois. O ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro vem tentando se aproximar dos evangélicos, a fim de atrair o apoio desse segmento, principal base de sustentação do atual governo.

O líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo disse que poderá dialogar com outras lideranças além do atual presidente da República, mas descartou a possibilidade do encontro com o ex-juiz por considerá-lo um “Judas”, em referência ao personagem bíblico historicamente associado à traição.

Malafaia também criticou a atuação de Sérgio Moro enquanto ministro da Justiça, alegando que o mesmo não teria saído em defesa dos cidadãos vítimas das medidas autoritárias impetradas por governadores e prefeitos durante a pandemia do coronavírus.

“No ano passado, ele viu trabalhadores sendo presos por causa de governos esquerdopatas insensatos e não abriu a boca para nada. Eu vou dar atenção a um cara desse? Manda ele plantar batata”, disparou o pastor, segundo o Metrópoles.

Para tentar se aproximar dos evangélicos, Moro tem contado com a coordenação do fundador da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (ANAJURE), Dr. Uziel Santana. Segundo o advogado, o ex-ministro “vai ter um programa voltado para esse segmento, mostrando que não cabe ao poder público interferir na vida privada do cidadão, na educação”, disse ao Poder360.

Apesar de Sérgio Moro não ter feito declarações públicas em defesa das pautas conservadoras que mais interessam à Igreja evangélica, Santana garante que o ex-juiz irá se comprometer com essas demandas.

“Existem outras questões ligadas à vida privada, como sexualidade, [a forma] como os pais ensinam as crianças. A gente entende que o Estado não pode dizer como o pai deve educar moralmente seu filho. Vamos buscar fortalecer o papel que as famílias desempenham na formação dos filhos”, afirmou.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.