Connect with us

Mundo cristão

Moraes cometeu “estupro constitucional”, diz líder da Frente Parlamentar Evangélica

Publicado

em

O deputado Sóstenes Cavalcante, presidente da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados, fez um discurso criticando o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, após algumas decisões judiciais tomadas contra o também deputado Daniel Silveira nos últimos dias.

“Produzir um estupro constitucional, como está sendo produzido pelo ministro Alexandre de Moraes. Nós não vamos ficar silentes nesta Casa”, afirmou o deputado, apelando para que Moraes “volte a ser um homem amante da Constituição e da democracia brasileira”.

A manifestação de Sóstenes não é isolada. Vários deputados da base governista também se manifestaram em defesa de Silveira. O militar que foi preso no ano passado após publicar um vídeo com críticas aos ministros do STF, se recusou esta semana a utilizar uma tornozeleira eletrônica por ordem de Moraes.

Como resultado, Moraes estipulou uma multa diária de R$ 15 mil reais, além do bloqueio das suas contas bancárias e seus bens patrimoniais. Após esta decisão, Silveira resolveu ceder e colocar a tornozeleira, argumentando que não teria condições de sustentar a sua família devido ao “sequestro de bens”.

“Esta Casa não pode continuar de cócoras para ministros que usam da sua caneta para estuprar a Constituição brasileira. É uma vergonha o que estamos vivendo”, protestou Sóstenes na Câmara. Aliado do pastor Silas Malafaia, o parlamentar endossou as críticas que o líder religioso também vem fazendo através das redes sociais.

O ex-ministro do STF, Marco Aurélio de Mello, também criticou Moraes, dizendo que o Brasil vive “tempos estranhos”.

“Eu vejo algo até mesmo humilhante, um deputado federal ter que usar uma tornozeleira. Que período vivemos. Que tempos estranhos”, afirmou Aurélio, durante entrevista ao âncora Felipe Vieira, do canal BandNews TV.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.