Connect with us

Estudos gospel

O difícil papel dos pais na educação dos filhos em um mundo cada vez mais doentio

Publicado

em

Ser pai e mãe no mundo atual é uma tarefa extremamente difícil, ao menos se você é do tipo que preza pela formação moral e comportamental dos seus filhos de forma saudável. Os problemas são vários, mas tentaremos focar apenas em dois, objetivamente.

Primeiro surge a dificuldade comportamental, que é gigante. Isso porque vivemos numa época onde a disciplina tem sido vista como “abuso”. Cobrar, determinar, estabelecer regras e limites para crianças tem se tornado sinônimo de pais “chatos” e “autoritários”.

Em vez disso, o que tem se criado é um ambiente de ampla permissividade onde os pequenos fazem tudo, podem tudo como, quando e onde querem.

São às crianças, praticamente, que decidem quando querem dormir ou acordar, a hora e o quê comer, quando brincar, o que assistir na TV, no celular e até como se cumprimentar entre elas, se com abraço ou beijo na boca.

Segundo, em paralelo a isso tudo surge também a dificuldade moral, que é ainda maior. É maior porque se você, pai e mãe, não se sente capaz para disciplinar o comportamento dos seus filhos em questões elementares, como a hora em que devem dormir, brincar ou comer, como terá autoridade para dizer a eles o que é CERTO ou ERRADO?

A formação moral da criança começa na disciplina do básico. A criança que entende e respeita limites básicos de comportamento, responderá com sucesso os limites morais quando estes forem ensinados e cobrados.

A criança que não é disciplinada no básico, terá muita dificuldade de entender e respeitar a sua autoridade de pai e mãe quando você quiser ensiná-la sobre ética, espiritualidade e filosofia de vida em geral, o que inclui a sua fé em Deus.

Isso, porque, a criança criada sob o manto do relaxamento moral e comportamental não tem nos pais qualquer referência de segurança e autoridade para que possa ouvir e se espelhar no futuro.

Ela só vê neles uma fonte de satisfação circunstancial. Pessoas que atendem aos seus desejos, e só. Com isso, no futuro, quando se deparar com lições morais que forem de encontro aos seus desejos, os pais não serão mais ouvidos. Como não servem mais como fonte de satisfação, então serão descartados.

A ideia, portanto, de que pais permissivos (irresponsáveis) e relaxados quanto à disciplina e orientação moral conquistam mais o amor da criança, é FALSA e ilusória.

Os filhos que são corretamente disciplinados e moralmente formados se tornam maduros o suficiente para reconhecer a importância disso no decorrer da vida, em todas as fases, de modo que o amor criado é sólido, profundo e confiável, e não eternamente infantil.

É por isso que em Provérbios 22:6 está escrito: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” A passagem trata de um ensino que ocorre o quanto antes, com a criança em seus primeiros anos de vida, e isso exige um olhar disciplinador.

Por fim, que Deus possa dar a cada um dos pais e mães da atualidade a sabedoria necessária para que possam educar da melhor forma possível os seus filhos, pois o tempo não é fácil e os inimigos estão agindo para tentar destruir cada vez mais o papel da família na sociedade.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *