Connect with us

Mundo cristão

Padre é criticado ao fazer piada sugerindo que a morte de Bolsonaro seria “solução”

Publicado

em

Um padre que já havia causado polêmica em 2019 por fazer um presépio de Natal com a intenção de protestar contra a devastação na Floresta Amazônica voltou a ser alvo de críticas, dessa vez por fazer uma piada de mau gosto sobre a saúde do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

O pároco Wanderson José Guedes, da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, fez a seguinte publicação em sua rede social: “Bolsonaro disse que não pode falar porque está com crise de soluço. Se Bolsonaro morrer de um forte soluço, poderíamos chamar o ocorrido de ‘solução’?”

A publicação rapidamente repercutiu negativamente. Muitos seguidores do próprio líder católico lhe criticaram pelo trocadilho que, na prática, soou como uma insinuação de que a morte do presidente seria algo bom para o país. “Padre hipócrita. Pregando a morte para uma pessoa, demonstra o seu modo de agir como ser humano”, criticou um internauta.

“Como padre, o senhor deveria agregar e ñ desunir…. se ñ é pra ajudar, porque o ódio entre Bolsonaros e não Bolsonaros está em ebulição, o senhor deveria ficar calado e não aumentar essa desavença [sic]”, postou outro seguidor.

Diante da repercussão, o padre fez outra publicação tentando se justificar, argumentando que não foi bem compreendido e negando ter desejado a morte do presidente. “Não leram a postagem e já com sua mentes dominadas, vão logo deferindo o ódios e as frase prontas ofensivas, que seus manipuladores incutiram em suas mentes. Não existe uma reflexão própria. Perdem a capacidade de raciocinar”, disse ele.

“Nos comentários que recebi, ninguém abriu a oportunidade para o debate e o diálogo. A postagem era uma pergunta provocativa para abrir caminhos de diálogo e aprendizagem e se tornou um campo de guerra e ofensas”, destacou o católico.

close

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.